VOLTAR

A importância de tratar uma cicatriz patológica!

POSTADO DIA: 24/04/2018 AS 15:44


As cicatrizes são constituídas por fibras de colágeno e resultam da regeneração após lesão de tecidos seja por trauma ou por intervenção cirúrgica. O sucesso do processo de cicatrização depende de fatores individuais (características genéticas, formato da cicatriz, localização, extensão e gravidade da lesão, hábitos de vida, idade, cuidados dispensados na fase de recuperação) ou da técnica cirúrgica. Na pele com cicatriz podem ocorrer alterações estéticas e complicações clínicas de grande importância que podem ser evitadas.

Durante o processo de reparação tissular, a cicatriz passa por vários estágios, devendo numa fase final (pode ir até 24 meses), possuir uma coloração idêntica à da pele local, ser fina e não apresentar relevo, tornando-se quase imperceptível.

Quando as cicatrizes são patológicas podem ser dolorosas e formar fibroses (excesso de fibras de colágeno) ou retrações que provocam alterações na mobilidade dos tecidos adjacentes. Estas aderências cicatriciais desencadeiam rigidez e hipomobilidade (diminuição da mobilidade), não só da pele como dos outros tecidos vizinhos (fáscia, músculos, tendões, ligamentos, cápsula articular, nervos, órgãos).

As cicatrizes patológicas são causadoras de outras doenças com gravidade considerável e que originam incapacidade funcional.

Há muitos anos que as cicatrizes e os seus efeitos no nosso corpo são estudados, havendo já uma grande evidência cientifica que comprova alguns dos efeitos nocivos que uma cicatriz pode representar para o equilíbrio do nosso sistema músculo-esquelético, cardíaco e endócrino.

As suas repercussões a nível músculo-esquelético são bem conhecidas por osteopatas e fisioterapeutas que fazem um excelente trabalho na prevenção desses efeitos nocivos para o equilíbrio deste sistema que é à base do aparelho locomotor.

As cicatrizes patológicas levam a uma hiper-estimulação das terminações nervosas presentes na pele (4º principal receptor postural), os chamados mecanorreceptores, que enviam um estimulo ao nosso sistema nervoso central, mais precisamente ao sistema nervoso autônomo, (parte do sistema nervoso que funciona de forma involuntária e é responsável por funções básicas como respirar, o batimento cardíaco, a pressão arterial, a produção hormonal entre outros…)

Esse estimulo vai causar uma ativação constante do nosso sistema nervoso simpático que é responsável, entre outros, pelo aumento:

· Freqüência cardíaca;

· Pressão arterial;

· Produção de adrenalina;

· Aumento da produção de cortisol (hormônio do stress);

· Aumento dos níveis de açúcar na circulação sanguínea.

A elevação dos níveis de açúcar no sangue, resultantes do aumento do cortisol, estimulam a produção de insulina 24 h/dia e numa quantidade superior à de produção de cortisol. A insulina retira o açúcar do sangue, depositando-o no fígado, o que leva a um apetite constante devido ao estado hiperglicêmico resultante. Isto se traduz, muitas vezes, numa incapacidade de emagrecer devido a esse mesmo excesso de apetite constante.

Portanto se você apresenta alguma cicatriz patológica e vem apresentando problema de saúde procure um osteopata, ele vai saber como te ajudar.


Aspecto de algumas das cicatrizes patológicas que devem ser alvo de intervenção: